Terminou hoje a Engenharia de Software Conference, e como comentei aqui, tive a oportunidade de assistir palestras muito interessantes, sob diversos aspectos. O evento contou com três salas com palestras simultâneas, e como haviam alguns amigos do .Net Architects presentes ficou fácil trocar informações sobre as palestras em tempo real (cheguei a mudar de palestra após uma troca de torpedos).


Dia 1

No primeiro dia tivemos como tema da palestra de abertura o Programa MPS.BR (uma espécie de CMMi Brasileiro). Haviam muitos “agilistas” na platéia e algumas perguntas sobre utilização do modelo MPS.BR com métodos ágeis criaram alguns momentos desconcertantes que,  somados a outras afirmações da palestrante repercutiram com comentários divertidos em outras palestras.

Como já tenho o CSM, optei pela palestra do Carlos Eduardo Vazques da FATTO Consultoria que falou sobre estimativa de software e não me arrependi. Também assisti a palestra do Marcos Kalinowski sobre qualidade através de revisões de software, mas achei que a palestra focava muito em documentação.

Após o almoço com a galera assisti a palestra da simpática Cidinha Gouveia que falou sobre Estruturas Organizacionais de Teste apresentando um caso real, bem interessante, mas faltou tempo para comentar mais sobre o case. A palestra mais esperada era a do Fábio Câmara, que gerou muita polêmica após sua participação no Scrum Ghatering, mas fomos avisados na última hora que a palestra seria transferida para o segundo dia. No lugar falou o Dairton Bassi sobre XP na prática.

Dia 2

A primeira palestra que escolhi foi sobre boas práticas de teste de software com a Cidinha Gouveia, aliás, os grandes temas do evento na minha opinião foram testes e agile. Em seguida não podia deixar de conferir a palestra do Alexandre Magno falando sobre as atribuições do Product Owner num projeto agile com Scrum, na minha opinião a melhor palestra do evento, disparada.

Depois do almoço (a comida esfriou na longa fila dos caixas que se formou no restaurante) foi a vez do Fábio Câmara repetir a palestra polêmica do Scrum Gathering mas dessa vez com explicações sobre o seu ponto de vista. Acredito que esse assunto ainda vai dar muito o que falar, pois os pontos de destaque da palestra destoam da forma como a Scrum Alliance prega o framework.

Na seqüência tivemos o Juan Esteban Bernabó desmistificando Scrum e Agile numa ótima palestra, enfocando os diversos aspectos humanos presentes na nossa profissão. E para encerrar o Fabiano Milani falando sobre Scrum e a elaboração de um product backlog com qualidade e garantia de ROI numa ótima palestra!

O pessoal do .Net Architects que estava presente no evento lotou com várias mensagens o Twitter comentando sobre os momentos mais emocionantes e divertidos, confira, vale a pena: Giovanni Bassi, André Dias, Victor Cavalcante, Raphael Molesin e Rafael Rosa.

Na minha opinião, ficou evidente que agilidade é uma realidade, quem se preparar agora sofrerá menos depois. O evento também foi uma oportunidade de networking muito rica, tive a chance de conversar com vários palestrantes sobre os temas discutidos e trocar muitas opiniões com os amigos presentes. Enfim, me diverti muito!